livro.png

Meditação Diária

Tema: Em abundância ou aflição | Data: 23/12/2020

 

E sucedeu um dia, em que seus filhos e suas filhas comiam, e bebiam vinho, na casa de seu irmão primogênito, Que veio um mensageiro a Jó, e lhe disse: Os bois lavravam, e as jumentas pastavam junto a eles; E deram sobre eles os sabeus, e os tomaram, e aos servos feriram ao fio da espada; e só eu escapei para trazer-te a nova. Estando este ainda falando, veio outro e disse: Fogo de Deus caiu do céu, e queimou as ovelhas e os servos, e os consumiu, e só eu escapei para trazer-te a nova. Estando ainda este falando, veio outro, e disse: Ordenando os caldeus três tropas, deram sobre os camelos, e os tomaram, e aos servos feriram ao fio da espada; e só eu escapei para trazer-te a nova. Estando ainda este falando, veio outro, e disse: Estando teus filhos e tuas filhas comendo e bebendo vinho, em casa de seu irmão primogênito, Eis que um grande vento sobreveio dalém do deserto, e deu nos quatro cantos da casa, que caiu sobre os jovens, e morreram; e só eu escapei para trazer-te a nova. Então Jó se levantou, e rasgou o seu manto, e rapou a sua cabeça, e se lançou em terra, e adorou. E disse: Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá; o Senhor o deu, e o Senhor o tomou: bendito seja o nome do Senhor. Em tudo isto Jó não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma. Jó 1:13-22

 

O livro One Thousand Gifts (Mil Presentes), de Ann Voskamp, incentiva os leitores a descobrirem todos os dias o que o Senhor fez por eles. Ela observa diariamente a generosidade de Deus em grandes e pequenas dádivas, variando da simples beleza de bolhas de sabão à incomparável salvação de pecadores como ela (e nós!). Afirma que a gratidão é a chave para ver Deus nos momentos mais conturbados da vida. Jó é conhecido por seus momentos “perturbadores”. As perdas dele foram profundas e abundantes. Logo após perder todo o seu gado, ele soube da morte simultânea de todos os seus dez filhos. Jó demonstrou o seu profundo pesar: “rasgou seu manto. Depois, raspou a cabeça” (v.20). Suas palavras naquela hora dolorosa me fazem crer que ele sabia agradecer, pois reconheceu que Deus lhe dera tudo o que agora havia perdido (v.21). De que outra forma Jó poderia adorar em meio a essa dor dilacerante? A gratidão diária não pode apagar a magnitude da dor que sentimos nas perdas que sofremos. Jó protestou e brigou com sua dor como o restante do livro descreve. Porém, quando nós reconhecemos a bondade de Deus para nós, mesmo do menor dos modos, isso pode nos motivar a nos curvarmos em adoração diante de nosso Deus Todo-Poderoso nas horas mais sombrias de nossa vida terrena.

 

Tenha uma quarta-feira abençoada por Deus!